Arquivo da Categoria ‘NOTÍCIAS’

CARNAVAL 2013

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Olá…bom dia…

Informamos a todos que estamos atendendo normalmente nesta segunda -feira.

Amanhã – 12/02/13 – feriados de Carnaval…boa festa e bom descanso a todos!!!

Feriado municipal – Guarapuava/PR

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

AVISO
GUARÁ SERVIÇOS DE CONTABILIDADE LTDA, CNPJ 09.318.000/0001-09, COM ENDEREÇO COMERCIAL NA RUA SENADOR PINHEIRO MACHADO, 2550, CENTRO, GUARAPUAVA/PR, INFORMA SEUS CLIENTES QUE:

* Em virtude da Lei Municipal nº 1792/2009, promulgada pela Câmara Municipal de Guarapuava em 13 de Abril de 2009, instituindo FERIADO MUNICIPAL, o DIA DA CONCIÊNCIA NEGRA, a ser comemorado em 20 de Novembro anualmente, informamos as empresas para que observem a data acima, dispensando seus colaboradores do trabalho neste dia. Havendo impossibilidade da dispensa das atividades no referido dia, as horas trabalhadas deverão ser pagas como “Extra”, com os devidos adicionais, conforme previsto na CCT da Categoria.
ALGUNS BANCOS FECHARÃO.

Atenciosamente,

Guarapuava, 08 de novembro de 2012.

Certificado Digital

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

A Certificação Digital é um conjunto de tecnologias e procedimentos que visam garantir a validade de um Certificado Digital, a ICP-BRASIL é a infraestrutura legal brasileira para Certificação Digital, de acordo com a Medida Próvisória 2.200-2/2001 que estabelece e normatiza estas condições. Sendo assim, são considerados legalmente válidos, no âmbito nacional, apenas os certificados emitidos por autoridades certificados credenciadas junto à ICP-Brasil.

Desta forma, o Certificado Digital é a atividade de reconhecimento em meio eletrônico que se caracteriza pelo estabelecimento de uma relação única, exclusiva e intransferível entre uma chave de criptografia e uma pessoa física, jurídica, máquina ou aplicação. Esse reconhecimento é inserido em um Certificado Digital, por uma Autoridade Certificadora.

2. 3. NOVO CONECTIVIDADE SOCIAL ICP BRASIL

Através da Circular Caixa Econômica Federal nº 547, de 20 de Abril de 2011 ficou instituída a certificação digital emitida no modelo ICP-Brasil, por qualquer das Autoridades Certificadoras e suas respectivas Autoridades de Registro, regularmente credenciadas pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI, como forma exclusiva de acesso ao canal eletrônico de relacionamento Conectividade Social.

A certificação digital é a cédula de identidade virtual de uma Pessoa Física ou Jurídica e sua finalidade é garantir a identificação do ente que faz alguma transação em meio eletrônico, como sítios da Internet, sistemas, aplicações e servidores, de forma a conferir segurança e confiabilidade à transação.

O certificado digital ICP pode ser emitido em qualquer Autoridade Certificadora – AC, em qualquer mídia (disquete, token, CD, DVD, Pen Drive, smart card, etc), aumentando-se a segurança e a conveniência do processo. Além disso, o certificado ICP é universal, de forma que pode ser utilizado para acessar o Conectividade Social e qualquer outro sistema, de qualquer outra instituição, que aceite certificação digital, como acesso a contas em bancos pela Internet, transmissão de declaração de impostos, etc.

4. ACESSO AO CONECTIVIDADE SOCIAL

O acesso ao Conectividade Social passa a ser exclusivamente por meio da Internet, inclusive para envio e recebimento de arquivos, no endereço eletrônico https://conectividade.caixa.gov.br ou no sítio da CAIXA, www.caixa.gov.br.

Desta forma, o Conectividade Social passa a ser um canal a ser acessado totalmente, 100% web.

5. FUNCIONALIDADES DO FGTS

Todas as funcionalidades relativas ao FGTS disponíveis no aplicativo cliente do Conectividade Social – CNS – e no ambiente “Conexão Segura” estão contempladas na nova versão do Conectividade Social que utiliza a certificação digital emitida no modelo ICP-Brasil, inclusive o envio de arquivos Sistema Empresa de Recolhi mento do FGTS e Informações à Previdência Social -SEFIP, envio de arquivos Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS- GRRF, envio de arquivos Sistema de Utilização do FGTS em Moradia Própria- SIUMP e outros.

6. PERÍODO DE VIGÊNCIA DO CONECTIVIDADE SOCIAL PADRÃO ANTERIOR

A versão do Conectividade Social que utiliza os certificados digitais em padrão diferente do ICP-Brasil permanecerá disponível até 31 de dezembro de 2011. Portanto a partir de 1º de janeiro de 2012 os usuários do Conectividade Social deverão utilizar exclusivamente as funcionalidades do novo canal, acessível por meio dos endereços: https://conectividade.caixa.gov.br e www.caixa.gov.br.

8. Fundamentação legal: Manual Conectividade Social ICP Brasil; Circular Caixa Econômica Federal nº 547, de 20 de Abril de 2011 – Republicação (DOU de 26.04.2011); Medida Provisória 2.200/2001; demais citados no texto.

ECONET EDITORA EMPRESARIAL LTDA
Autor: Juliana Oliveira Nascimento

Nota fiscal eletrônica

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Boa Tarde!

A revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, traz nesta quinta-feira um pequeno artigo sobre a NFe,

é uma leitura interessante para as empresas que emitem a NFe.

As informações constantes na nota fiscal têm de estar 100% corretas. E é no detalhe que mora o perigo.

Dependendo da versão, um documento desse tipo reúne de 200 a 300 campos.

As informações devem corresponder exatamente às armazenadas nos órgãos oficiais.

Uma pequena divergência, mesmo que provocada por um erro de digitação, implica multa de R$ 328,40 para cada documento.

Empresas também se confundem com o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (Danfe).

Muitas armazenam essa documentação por acreditar que equivale à NFe. Mas trata-se de um certificado expedido apenas para o transporte dos produtos. Por tanto vale ressaltar que o arquivo XML deve ser arquivado (em pen drives, CDs, etc.). Isso vale para os arquivos de NFe EMITIDAS e RECEBIDAS. Cabe a cada empresa solicitar (cobrar) de seus fornecedores o arquivo XML de cada DANFE recebida, que pode ser encaminhado de forma simples por email.

NOTA FISCAL ELETRÔNICA – REDUZA OS RISCOS:Evite os procedimentos sujeitos a multa
EMITIR: Nota em Papel quando obrigada a adotar a versão Eletrônica: 50% sobre o valor da operação. O Cliente-destinatário também é multado.
PULAR: A ordem seqüencial das notas e não comunicar à secretaria de fazenda até o décimo dia subseqüente: R$ 246,30.
NÃO CANCELAR: Uma nota irregular ou duplicada: 10% do valor da Operação.
Divergência: Entre os dados do valor ou do destinatário contidos na nota fiscal eletrônica e no DANFE: 100% sobre o valor da Operação
ERROS SIMPLES: Como caracteres trocados e discrepâncias de nomenclaturas ou numeração do endereço: R$ 328,40 por documentos Fiscal.
FALTA: de envio do arquivo XML ao cliente 50% sobre o valor da venda.

***Leia a reportagem na íntegra no site da Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Endereço: http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/0,,EMI263115-17155,00-O+FISCO+APERTA+MAIS+O+CERCO.html

Campanha de Natal

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Olá, já estamos em campanha novamente….

Mais uma vez estamos arrecadando alimentos, brinquedos, roupas, o que for de seu alcance para doarmos na semana do Natal, a instituições de nossa cidade (Guarapuava).

Em 2009 conseguimos arrecadar 01 tonelada de alimentos, que foram doados a 04 instituições, que com certeza este ano estão esperando nossa contribuição.

uma das entregas

Agradecemos a sua ajuda e pedimos novamente sua participação, pode trazer ao nosso escritório, pode nos chamar que buscaremos sua doação, e pode doar em dinheiro o valor que quiser, que tudo será revertido em alimentos.

Mais um Natal….é preciso aquecermos o coração….

Um abraço a todos….

NOSSO AMBIENTE

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Reciclar

Nosso Escritório, o GUARÁ CONTABILIDADE E CONSULTORIA, tem hoje em dia, todo o material sólido proveniente de nossos serviços, reaproveitados na reciclagem (papel branco, jornal, revistas, correspondências, embalagens…).

Esse material é entregue semanalmente para o operador ecológico que cuida da nossa região.

Agradecemos pelo trabalho dele e de sua família, pois sem eles não saberiamos para aonde destinar esse material tão rico em uso.

Peço que todos separem esse material reciclável, seja em escritórios, lojas, ou casas, pois assim estaremos fazendo a nossa parte, tão importante para nosso Mundo.

Felicidades!

Valorização do Profissional Contábil

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Informativo

O Guará Contabilidade e Consultoria é o único escritório da cidade que promove a valorização do profissional contábil.

Nós destacamos várias informações e ações da profissão, aos nossos clientes e visitantes, entregamos centenas de informativos apontando novidades e vantagens de se ter um bom profissional/escritório ao lado de sua empresa, para conquistar uma posição de destaque na sociedade, e melhor de tudo, licitamente.

Estamos sempre a procura de formas e legislação para aprimorar nossos conhecimentos e serviços, agilizando nossas ações e adequando as empresas clientes a uma postura ética e de qualidade, em todos os sentidos.

Sabemos que assim, nossos clientes, e comunidade em geral conhecendo melhor as obrigações e atribuições do bom contador, todos terão uma visão correta da posiçao desse profissional na sociedade, que é ajudar as empresas a alavancarem, sempre rumo ao crescimento e ao sucesso.

Felicidades!

REFIS “DA CRISE”

terça-feira, 19 de outubro de 2010
Judiciário Garante Inclusão de Débitos no “REFIS da Crise”

O advogado Dr. Milton Korzune (milton@korzune.adv.br), conquistou uma importante decisão judicial, que garantiu a permanência de uma empresa de Guarapuava/PR e Pato Branco/PR no parcelamento extraordinário instituído pela Lei nº 11.941/2009, denominado “REFIS da Crise”.

A decisão foi proferida no dia 11/10/2010, pela Juíza Federal Substituta na Titularidade Plena, Marta Ribeiro Pacheco, da 2ª Vara Federal de Ponta Grossa/PR, nos autos de Mandado de Segurança.

No caso, a empresa impetrante, Friovel Distribuidora de Alimentos Ltda, embora houvesse realizado a opção pelo parcelamento previsto na Lei nº 11.941/2009 no dia 18/11/2009, por um equívoco, deixou de fora os débitos já parcelados anteriormente, os quais faziam parte do PAES (Lei n. 10.684/2003). A Receita Federal do Brasil não reconheceu o parcelamento dos débitos nesta opção.

O contribuinte protocolou Requerimento Administrativo de retificação de opção para que a Receita Federal procedesse a correção e sua inclusão do parcelamento, mas o pedido foi indeferido na esfera administrativa.

No Mandado de Segurança, conforme se depreende da liminar deferida em favor do contribuinte, a Eminente Juíza Federal entendeu que o contribuinte agiu com boa-fé e, sendo os fundamentos relevantes, os prejuízos seriam desproporcionais ao erro material cometido pelo contribuinte.

Ademais, registrou o ilustre Magistrado que “a despeito do erro cometido pelo contribuinte ao preencher os dados da sua opção, não é razoável obstar a correção deste equívoco, máxime quando a própria Secretaria da Receita Federal reconhece a existência de inúmeros casos de opção indevida“.